Rádio Evangelho FM

Leitores Online

domingo, 1 de maio de 2016

O Senhor é o meu Pastor


Salmo de Davi. "O Senhor é o meu pastor; nada me faltará. Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso; refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome. Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam. Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda. Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do Senhor para todo o sempre” (Sl 23).

Salmo de Davi”. O Salmo 23 certamente é o mais conhecido e afamado dos Salmos. Davi sabia do que estava falando ao utilizar a figura de um pastor apascentando ovelhas, pois essa era a sua profissão.

Quando o profeta Samuel quis ungir Davi como rei, foi necessário primeiramente chamar o jovem das suas atividades junto ao rebanho: “Perguntou Samuel a Jessé: Acabaram-se os teus filhos? Ele respondeu: Ainda falta o mais moço, que está apascentando as ovelhas. Disse, pois, Samuel a Jessé: Manda chamá-lo, pois não nos assentaremos à mesa sem que ele venha” (1 Sm 16.11). O Salmo 78.70-71 se refere a isso, dizendo: “Também escolheu a Davi, seu servo, e o tomou dos redis das ovelhas; tirou-o do cuidado das ovelhas e suas crias, para ser o pastor de Jacó, seu povo, e de Israel, sua herança”.

A Bíblia não menciona se Davi compôs o maravilhoso Salmo 23 enquanto estava apascentando o rebanho. Em todo caso, os pastos verdejantes, as águas de descanso, o bordão e o cajado eram elementos do dia-a-dia de um pastor de ovelhas.

Pensamentos introdutórios ao Salmo 23
Em diversas passagens bíblicas, que contém promessas, há uma chave para que se receba o que Deus promete nelas. Um exemplo clássico para isso é o Salmo 50.15: “E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás” (ARF). Essa promessa maravilhosa já ajudou a muitos filhos de Deus quando estavam em dificuldade. No entanto, é necessário ter uma chave para receber a bênção completa. Ela se encontra no versículo 14: “Oferece a Deus sacrifício de ações de graças e cumpre os teus votos para com o Altíssimo”. A conjunção “e(“e invoca-me no dia da angústia...” – ARF) mostra claramente a ligação entre esses dois versículos. Por isso, quem deseja que o Senhor o livre da dificuldade deve utilizar a chave da “porta da bênção”: “Oferece a Deus sacrifício de ações de graças e cumpre os teus votos para com o Altíssimo”.





Por: Maciel Malgo
Postar um comentário