Rádio Evangelho FM

Leitores Online

domingo, 26 de setembro de 2010

Andai como filhos da luz,e filhos do dia


Quando Paulo fala aos tessalonicenses sobre a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo ele adverte aos irmãos que não haveria necessidade de que ele os alertasse sobre este dia. Pois os mesmos sabiam que o dia do Senhor viria como ladrão de noite. Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição dizia o apóstolo Paulo (1Tess. 5 3). Paulo exortava eles quanto à santificação e a necessidade de vigilância. Andar como filhos da luz era, viver acima de tudo de acordo com a Palavra. Como era os tessalonicenses por Deus alertado naqueles tempos, a Palavra do Senhor hoje também nos traz este conceito de não ser destinados para ira, mais rumarmos para a salvação. Uma coisa interessante que temos presenciado é a de o diabo não precisar tirar ninguém da igreja para levá-lo ao inferno. E Paulo ensinava nestes termos.

Amados; estamos presenciando um tempo difícil, onde o mundo quer dar as regras a serem seguidas pela igreja do Senhor. Ou seja, a igreja esta dirigindo a Bíblia. A Palavra de Deus fica a certos termos em segundo plano, quando alguém diz que ela (a Palavra) pode ser muito dura e ofender alguém. Deveras assim o irmão pode se chatear, alguém diz que devemos olhar para o amor, pois o amor esta acima da lei. É assim que muitos lideres conduzem seus liderados a situações das quais não conseguem mais se ver livres. Amor, nestes termos é liberalismo e generosidade moral para com qualquer pessoa que se diz crente. Mas Cristo ensinou claramente que os que O amam guardam os Seus mandamentos (João 14:15, 23; I João 5:3). Segundo eu creio devemos instruir com a Bíblia aqueles que procuram andar na luz. Pois é esta Palavra que diz: Lâmpada para meus pés, e luz para meus caminhos e a tua Palavra (Sl 119.105). Paulo diz que não devemos dormir como os demais e sim ser sóbrios. Por que os que dormem, eles dormem de noite; e os que se embriagam é de noite que se embriagam.

Uma pessoa embriagada não sabe o que faz. Cambaleia de um lado para o outro até cair. E o mais interessante é que o embriagado nunca admite que está bêbado. Por isso mais do que nunca precisamos ser dirigidos pela Bíblia e não querer de certa forma fazer da Bíblia algo leviano que se corrompe de acordo com nossos deleites e prazeres. De forma alguma poderemos pensar assim. A Palavra de Deus é o que ela é. A Palavra do Senhor. Ela não muda por que Deus me ama. Ela não faz uma curva em torno do meu pecado por que eu sou o maior dizimista da igreja. Ela não faz vista grosso aos meus erros porque sou um pastor etc. Jamais devemos pensar isso. Quanto o mais vendo que à hora se aproxima. Então tremo e temo quando o apóstolo Pedro diz: “Porque a ocasião de começar o juízo pela casa de Deus é chegada; ora, se primeiro vem por nós, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus?” (1 Pe. 4 .17). A Palavra é como espada de dois gumes que corta e separa tudo o que não presta. E se ela corta e separa logo causará alguma dor ou perca por isso irmãos estejamos sóbrios e vigilantes.

Estamos em um tempo em que tudo que se faz é uma revelação de Deus, mesmo que não se encaixe na Palavra dEle. É uma nova experiência com Deus, alguns dizem. E com isso estamos sendo conduzidos lentamente ao ecumenismo. A definição da palavra ‘Ecumenismo’ é: 1. Nos primórdios do cristianismo, todos os povos a quem se deveria dirigir a pregação do Evangelho. 2. Religião; Movimento surgido nas igrejas protestantes e, posteriormente na Igreja Católica, originado da crença de terem uma identidade substancial a doutrina e a mensagem de Cristo. A pessoa que pratica o ecumenismo é um ecumênico. Um ecumênico, pelo dicionário, é: 1. Relativo a toda a Terra habitada; universal. 2. Relativo ao ecumenismo. 3. Diz-se do crente que manifesta disposição à convivência e diálogo com outras confissões religiosas. Os discípulos conviveram com doenças sociais, reis injustos e separações das classes sociais, mas na Palavra de Deus não há nenhum caso dos discípulos substituindo a responsabilidade de pregar e ministrar a Palavra de Deus para resolver tais fatos sociais.

Os milagres que foram praticados não foram para amparar o aflito, mas para verificar que a mensagem pregada veio de Deus. Pois Jesus disse que no mundo teríamos aflições. Os ecumênicos priorizam obras sociais e políticas como se fosse uma grande parte da comissão de Cristo para a sua igreja. Parece que precisam humanizar a mensagem de Cristo para que o homem dê crédito à Palavra de Deus, como se um cuidado emocional ou social faltasse por parte divina. Tudo junto e bem misturado. Essa é a porção dos que dormem e andam como filhos da noite. Não quero com isso expressar um único pensamento. Mais um único caminho. Jesus e a sua Palavra. Todos têm o direito de pensar diferente, desde que não interfira na autenticidade das escrituras. Quando chegamos a ela devemos ser conduzidos pelo que a Palavra diz.

“O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama, o qual também o fará. Irmãos, orai por nós” (1 tess. 5: 23-25).


Deus nos abençoe.



Por: Aldécio Ferreira
Postar um comentário