Rádio Evangelho FM

Leitores Online

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Dúvida sobre os Tempos Finais


Pergunta: "Desde que me converti espero pela volta de Jesus. Mas até hoje não tenho certeza se o Arrebatamento vai acontecer antes ou depois da Grande Tribulação. Outra coisa que me preocupa: conheço pessoas que alegam ser filhas de Deus mas não esperam pelo Arrebatamento (dizem que a Bíblia fala dele somente uma vez) nem fazem idéia de quem seja o Anticristo. Ao invés disso, elas falam muito de um grande avivamento mundial e do derramamento do Espírito Santo sobre toda a carne. Também se ora muito pela volta dos judeus de todas as nações para Israel, especialmente dos Estados Unidos e da ex-União Soviética, antes que comecem os grandes juízos divinos. Qual sua posição sobre esses assuntos?"

Resposta: Creio que o Arrebatamento da Igreja de Jesus acontecerá antes dos sete anos da Tribulação. Baseio-me nas profecias sobre a 70ª semana de Daniel (Dn 9), que faz parte das 69 semanas anteriores mencionadas na profecia bíblica. Essas semanas estão expressamente relacionadas ao povo de Israel e à cidade de Jerusalém (Dn 9.24). Elas têm caráter antigo-testamentário e, além disso, na época em que Daniel recebeu a visão divina a Igreja ainda era um mistério. Ela foi introduzida posteriormente, em uma dispensação totalmente nova e diferente, que é a Era da Igreja. Quando este tempo tiver terminado, ou seja, quando a Igreja tiver sido arrebatada, terá início a última das setenta semanas, a 70ª semana, fechando o ciclo juntamente com as outras 69 semanas (de anos) anteriores, já cumpridas. Por essa razão, os juízos dos capítulos 6 a 19 do Apocalipse também têm caráter antigo-testamentário. A Bíblia diz em 1 Tessalonicenses 1.10 e 5.9, de maneira inequívoca, que a Igreja não foi destinada para a ira de Deus. Essa ira do Senhor já começa em Apocalipse 6. Por favor, compare Apocalipse 6.15-17 com Isaías 2.19-21.

Em lugar algum a Bíblia fala de um avivamento na época dos tempos finais. Pelo contrário, ela diz que o período que antecederá a volta de Cristo será caracterizado por uma crescente apostasia, por engano e sedução religiosa. Injustiça e zombaria aumentarão enquanto o amor esfriará em quase todos os corações (Mt 24.12). A Escritura fala de tempos difíceis, dizendo que as pessoas se voltarão para outros deuses (religiões) e procurarão por mestres "segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos" (2 Tm 4.3). Elas estarão cada vez menos dispostas a se arrepender e se afastarão do amor pela verdade. Por mais terrível que seja, é isso que a Bíblia ensina sobre o nosso tempo! Todo o resto é insensatez e falta de sobriedade. Até os judeus trairão e delatarão uns aos outros (Mc 13.9-13), e somente uma pequena parte – que a Bíblia chama de "remanescente" – converter-se-á de verdade.

O povo israelita em sua totalidade não voltará de todas as nações para sua pátria antes da Grande Tribulação. Muitos judeus já voltaram para Israel, mas a maioria deles o fará somente por ocasião da volta de Jesus em glória. É o que mostram muitas passagens do Antigo Testamento, por exemplo, Ezequiel 36.9-10,24,33-38 e também Mateus 24.30. Então o Senhor estabelecerá Seu reino terreno de paz em Israel, que será a cabeça dos povos. É a este evento que se relaciona o derramamento do Espírito sobre toda a carne. Primeiro o Senhor voltará para o meio de Israel, que O reconhecerá (Jl 2.27). Somente "depois" (como a Bíblia enfatiza) o Senhor derramará Seu Espírito Santo sobre toda a carne (Jl 2.28-29). Mas antes que o próprio Senhor venha, acontecerão sinais no céu e na terra, com sangue, fogo e fumaça (Jl 2.30-31). Então Ele estabelecerá Seu reino. Antes os judeus serão perseguidos pelo Anticristo e pelas nações, conforme lemos em Apocalipse 12. Eles também farão aliança com o líder da Europa e com o Anticristo, firmando um pacto com a morte e o além (Dn 9.26-27; Is 28.15). Podemos ter certeza de que o Anticristo e o Falso Profeta serão seres reais pelo fato de que eles serão lançados no lago de fogo (Ap 20.10).

Não é verdade que a Bíblia se refere ao Arrebatamento apenas uma vez. O Senhor Jesus já falou desse evento futuro em João 14.1-6. Além disso, o apóstolo Paulo trata desse mistério em 1 Coríntios 15 e 1 Tessalonicenses 4. Mesmo que o Arrebatamento fosse mencionado uma única vez na Bíblia, isso não seria razão mais que suficiente para crer no que diz o Todo-Poderoso? Muitos não acreditam no Arrebatamento porque misturam e embaralham a seqüência dos fatos que devem se suceder no Plano de Salvação. A causa é a falta de conhecimento bíblico e de sobriedade. Romanos 11.25-27 diz que o Senhor se voltará outra vez para Seu povo Israel quando a plenitude dos gentios tiver sido alcançada. O Arrebatamento deve, necessariamente, acontecer antes disso.


Por: Norbert Lieth
Postar um comentário